Carlota quer regressar à Tailândia em junho

A família inicia agora nova batalha para atingir os 25 mil euros necessários.

Desde que voltou do primeiro tratamento que efetuou na Tailândia, graças à onda solidária que se gerou em torno da pequena, a Carlota tem dado provas de que vale a pena sonhar. Começou a andar, a mexer os membros superiores, a fazer frases, reconhecer letras e a última conquista foi bater palmas. Pequenas coisas que fazem toda a diferença no seio de uma família que se recupera de uma perda recente e que encontrou na confirmação, vinda por carta da Tailândia para um segundo tratamento da filha, uma luz e um impulso de continuidade.

A Carlota tem agora uma nova viagem marcada, para o dia 23 de junho, e a caminhada recomeça. Desta vez, por se tratar de um segundo tratamento, o hospital proporciona um desconto. Em vez dos 35 mil euros, esta família passa a necessitar de desembolsar 32 mil. No entanto, há já em caixa 7 mil euros – fruto de iniciativas entretanto promovidas - o que faz com que o valor a angariar se cifre nos 25 mil.

A família da Carlota está de novo empenhada e encontra-se a preparar um espetáculo musical. “Estamos com dificuldades para arranjar um local para o espetáculo, mas vamos andando, estamos com muita esperança. Apesar deste momento difícil, encontramos na carta que recebemos, de aceitação do Hospital da Tailândia, uma nova luz. Esperamos que as pessoas nos ajudem”.

Em breve, haverá de novo a festa da francesinha. Os que queiram ajudar a Carlota e a família, podem aceder à página da menina no facebook - https://www.facebook.com/pelacarlota/, ou entrar em contacto com a Rádio Vizela.