Toque Sirene - Como atuar em situação de queda

Bombeiros Voluntários de Vizela

2018-07-26

Partilhe:


As quedas e as suas consequências dependem da intensidade, altitude e zona do corpo afetada.
As quedas de maior altitude, acima da própria altura, são, geralmente, as que apresentam uma maior probabilidade de lesões graves. Contudo, pequenas quedas podem também acarretar graves consequências.
Outro fator a ter em conta é a zona do corpo afetada pela mesma. Cabeça, pescoço e coluna cervical são zonas importantes, e qualquer lesão numa destas áreas  poderá ter consequências graves. Apesar do esqueleto humano ser flexivel e apresentar uma grande capacidade de resistência ao choque e ao impacto, protegendo as estruturas mais sensíveis do organismo, caso o impacto provocado pela queda apresente uma elevada intensidade estas estruturas rígidas podem ser danificadas, provocando fraturas e lesões nos tecidos moles. Em casos mais graves, o cérebro e a espinal medula podem ser atingindos, o que poderá conduzir a lesões gravíssimas e permanentes (ou mesmo a morte). 
Por isso, os primeiros socorros a ter aquando de uma queda são de extrema importância para minimizar as suas consequência e, em última análise, não as agravar. 
Assim, para socorrer alguém que tenha sofrido uma queda deve:
Ligar para o 112;
Avaliar o estado de consciência da vítima;
Acalmar a vítima, pedindo a esta que não se mexa; 
Em caso de fratura não mexa na zona lesionada; 
Em caso de hemorragia tente controlá-la; 
Converse com a vítima de forma a acalmá-la, mantendo-a acordada.
Em caso algum: 
Não dê de comer ou beber à vítima; 
Não mexa o pescoço, mesmo que a lesão não tenha ocorrido diretamente nesse ponto;
Não tape os ouvidos no caso do saída de líquido ou sangue. No caso de pequenas quedas que, aparentemente, não apresentem necessicidade de ir ao hospital é importante estar atento a sinais de alerta. Assim, em caso de  desorientação, vómitos, sonolência ou dores na zona afetada dirija-se a uma unidade de saúde.

Atividade operacional
semana de 17 a 23 de julho de 2018

Os Bombeiros de Vizela assistiram a 54 situações de doenças súbitas, 15 ocorrências de trauma, 4 acidentes, 3 apoio às autoridades, 1 incêndio em mato, 1 prevenção, 1 limpeza de via, abertura de porta s/ socorro, 1 Trabalho de parto. No total, foram transportadas 65 pessoas em socorro.
Participe neste fórum (com questões e sugestões) através do endereço de correio eletrónico comunicacao@bvvizela.pt.