Remate Certeiro 27.06.2019

Hélder Freitas

2019-06-27

Partilhe:


Foi lançada a primeira pedra naquela que será a obra de modificação do espaço de jogos do Montesinhos. Joaquim Mendes era notoriamente um presidente satisfeito não se tendo escusado a agradecer a todos aqueles que fazem parte da sua direção. Ultrapassado o diferendo da “papelada” estão reunidas as condições para que a obra avance. “Agora é mãos à obra”! Foi a expressão utilizada pelo presidente da coletividade para de agora em diante transformar aquele espaço onde actualmente está um campo pelado e as pessoas veem os jogos em cima de penedos ou debruçados sobre as redes laterais que delimitam o terreno de jogo, num recinto condigno com aquilo que o CCR de Montesinhos tem feito por merecer ao longo do tempo. Quer pelos títulos que vai granjeando e por tudo aquilo que tem dado e “trazido” para Vizela. Em boa verdade, o CCR de Montesinhos tem sido das colectividades que mais tem feito por elevar o nome de Vizela.
O edil vizelense lançou o repto à população para fazer usufruto do mesmo espaço que, pelo que foi dito pelo presidente da Junta, vai ser aprazível para quem o vai usar e acolhedor para quem o visita.  É claramente uma Vizela mudada no que aos recintos desportivos diz respeito (com o ganho a ser para já da modalidade mais visível) mas a tónica é visivelmente diferente. E se os clubes de Vizela (estou natural-mente a referir-me àqueles que vão beneficiar dos campos sintéticos) eram há uns anos a esta parte parente pobre nos campeonatos onde se inseriam, vão passar a ser a curto prazo aqueles que dispõem das melho-res condições com todas as vantagens inerentes a tudo isso. Consolidam e mantêm os grupos de trabalho, vão ser alvo de cobiça positiva que vai fazer com que cheguem atletas e praticantes de outras freguesias limítrofes à procura de melhores condições e podem até começar a redefinir objetivos, não tão limitativos, mas bem mais abran-gentes. Há que pensar noutros voos. E nós, como sempre, cá estaremos para levar até aos quatro cantos do mundo através da nossa plataforma digital (www.radiovizela.pt) todos os feitos destas equipas tidas como “mais pequeninas” no universo desportivo do nosso burgo. Até porque órgão de comunicação social algum, dá a visibilidade e oportunidade a estas mesmas agremiações de se exprimirem e mostrarem o que fazem de bom, como o faz a nossa rádio local.