Remate Certeiro 23 / 03 / 17

José Borges

2017-03-23

Partilhe:


Na semana, em que se comemorou o décimo nono aniversário da elevação de Vizela a Concelho, sinto-me um privilegiado em poder, neste espaço refletir acerca das enormes vantagens de que Vizela beneficiou com a sua autonomia administrativa. É óbvio, que me vou abster de comentar e fazer coro das críticas, que proliferam nas esquinas da nossa urbe, mais ou menos contundentes consoante os quadrantes em que têm origem. Para mim, enquanto cidadão e elemento efetivo do movimento que esteve na génese da conquista desta grandíssima vitória, Vizela, será sempre digna de ostentar o título que resultou duma luta exemplar e que é orgulho das suas gentes.

A pujança e dinâmicas evidenciadas pelos seus Clubes e Associações, resulta, sem qualquer margem para dúvidas, da autonomia administrativa de Vizela, que passou a ter nas suas mãos ferramentas, que lhes permitiu imprimir políticas de apoio às Associações do Concelho. A propósito, destaque para a noite em que, com grande brilho, o nosso Município decidiu e muito justamente, reconhecer publicamente mérito ao movimento associativo concelhio e ao seu preponderante papel no apoio ao desenvolvimento social, cultural, económico e desportivo de toda uma comunidade.

Aliás, este foi o mês de todas as festas e de todas as galas. O nosso Município, mais uma vez montou o palco e fez acender as luzes, que permitiram dar brilho aos atletas, técnicos e clubes, que na época transata se fizeram distinguir na sequência do mérito das suas ações e conquistas. Parece-me, enquanto observador e seguidor do fenómeno, ter havido alguma coerência no processo do qual resultou a avaliação e decisão dos nomes daqueles e daquelas, que sentiram o privilégio de subir ao palco. Que este reconhecimento, lhes sirva de incentivo para continuar a lutar pelos seus projetos, sejam eles de índole pessoal ou coletivo. Assim, se reforçará o prestígio e auto estima de toda uma comunidade e da terra sagrada que lhe dá o nome.

Para terminar, e ainda no âmbito das homenagens, uma breve menção ao evento promovido pela FPF para entregar “QUINAS DE OURO” a todos aqueles que mais se evidenciaram. E aqui, mais importante que todas as estrelas, destaque para o momento em que assistimos à eleição de Ricardo Soares eis técnico do FC Vizela, para Técnico Revelação do Ano. Senti, e Vizela terá sentido orgulho nesta eleição. Comprovei a tese, e esta aplica-se a tudo e a todos, de que a seriedade, humildade, competência e sentido profissional, quase sempre são recompensados.