Remate Certeiro 19.10.2017

José Borges

2017-10-19

Partilhe:


Meus caros amigos leitores, esta é uma semana marcada por incidentes trágicos que em pleno outono nos revisitaram de forma impiedosa para vitimar dezenas de nossos concidadãos e nos deixaram marcas de cinza bem negra na nossa alma e no nosso espírito. 

Palavras de consternação, lamentos e lágrimas de crocodilo, surgem em todos os espaços de discussão política, sem que ninguém com responsabilidades tenha coragem de afirmar que o tema incêndios, rapidamente sai da agenda política e das primeiras páginas logo após o surgimento das primeiras chuvas. 

Daqui, e deste espaço, vai uma palavra de solidariedade e respeito para todos aqueles que sofreram direta ou indiretamente com este drama. Neste abraço, junto os bombeiros e bombeiras de Portugal que de forma estóica tentaram e conseguiram evitar que o drama tivesse outra extensão. 

Na noite em que debito esta minha opinião, e no decurso de mais uma jornada da prova maior organizada pela UEFA, o futebol e o desporto por essa Europa fora envolveram Portugal num abraço de solidariedade e carinho. 
Enquanto amante e seguidor do desporto e do futebol em particular, não posso deixar de manifestar essa sensibilidade e a vontade de reiterar a ideia de que o desporto de forma transversal, não deixa de ser sinónimo de afeto, sã convivência e manifestação de vida,
No decurso de mais uma eliminatória da Taça de Portugal, a festa do futebol, levou cor, festa e emoção aos mais diversos campos do nosso Portugal desportivo. 

Eu disse todos os cantos, mas o Alentejo, que em termos de área geográfica corresponde a um terço do território continental, não encontrou no seu espaço um campo com as condições exigíveis para que uma equipa de Évora pudesse receber o FC do Porto. 

Esta é a consequência lógica das políticas de concentração que aqui repetidamente tenho denunciado e que também a este nível tem contribuído para a construção de um País extremamente macrocéfalo e muito pouco solidário. Na prova rainha do nosso Futebol continua o FC de Vizela, que após três vitórias segue para a quarta eliminatória. Que seja feliz no sorteio desta semana. A equipa no seu todo, os seus adeptos e Vizela bem o mereciam.

Temos já instituído o poder que nos próximos quatro anos vai gerir os destinos de Vizela. Desejo das maiores felicidades para o exercício e que todos os Clubes e Associações beneficiem do bom senso e solidariedade dos novos dirigentes.