Remate Certeiro 16.08.2018

Zélia Fernandes

2018-08-16

Partilhe:


Remate 1- O começo não foi o esperado, nem ao nível do resultado nem da exibição. Foi assim como uma falta partida, também para estar de acordo, com o significado deste jogo, ou seja, zero para as duas equipas. São os casos do futebol português que se arrastam anos e anos, no entanto, o Gil Vicente verá a sua pretensão cumprida, na temporada de 2019/2020, ou seja vai jogar no principal campeonato português. Os gilistas conseguiram os seus intentos, assim como Boavista e outros clubes também o conseguiram em virtude de outros “casos”, que afetaram o futebol português. 

Tudo se tem resolvido, apesar da demora. Contudo, o FC Vizela continua a aguardar, que no seu caso também lhe seja dada razão, ou não. Há poucas informações sobre este processo, que estará no Tribunal de Penafiel, ninguém sabe dizer ao certo se será julgado este recurso apresentado pelos vizelenses, após o castigo pelo alegado envolvimento no famigerado caso “apito dourado” e quando isso vai acontecer. 

Depois deste exemplo do Gil Vicente é caso para deixarmos o tempo correr e tentar perceber se ainda haverá uma decisão e resposta para o FC Vizela. A ver vamos.  

Voltando ao jogo de Barcelos, por muito que Rui Amorim tivesse dito na antevisão ao encontro que a equipa ia com o mesmo empenho, acredito que o facto de não valer pontos mexeu com o subconsciente dos jogadores que não foram capazes de fazer o que já nos começavam a habituar nos jogos de preparação. Para os gilistas também não valia nada, mas o melhor tónico é o facto de já saberem que na próxima época estarão na 1ª Liga Portuguesa.
Na Liga Nos, o Moreirense também começou mal, com derrota caseira, por 1-3 diante do Sporting. Em campo estiveram duas equipas que não tiveram um defeso fácil, o Sporting pelos motivos que se conhecem, exaustivamente noticiados pela imprensa nacional e o Moreirense palas dificuldades na elaboração do plantel, que também fizeram correr alguma tinta. Depois de tudo, o Sporting acaba por sair com a vitória, já o Moreirense começa mal, ao nível de resultados, no entanto ficam excelentes indicações para aquilo que os cónegos poderão fazer neste campeonato. Realizar um campeonato tranquilo é o grande objetivo e parece-nos que Ivo Vieira acaba por reunir um bom grupo de atletas para chegar a esta meta. 

2- Vizela voltou a estar representada nas grandes provas internacionais de atletismo. Desta vez foi Catarina Ribeiro a marcar presença nos Campeonatos da Europa de Atletismo, que se realizaram em Berlim, na Alemanha. Não é uma atleta natural de Vizela, pois nasceu em Lustosa, Lousada, mas foi em Vizela que se tornou na grande atleta que é e é em Vizela que continua diariamente a trabalhar sob as ordens do seu treinador, o também vizelense Rui Ferreira. 

E Catarina Ribeiro não se saiu nada mal, desta grande competição, acabando por ser a melhor portuguesa na distância dos 10 mil metros. Um resultado que acaba por coroar uma grande época da atleta, que venceu as grandes provas nacionais ao serviço do seu clube, o Sporting