Remate Certeiro 14/06/17

José Borges

2017-06-14

Partilhe:


Ora aí está o verão! A estação do ano, preferida por todos aqueles, a quem a vida proporcionou oportunidades para poder viajar, relaxar e recuperar forças e energias para enfrentar novos desafios e objectivos. 

Estou a falar naturalmente da palavra mágica por que tantos anseiam denominada férias. Na qualidade de cidadão comum e trabalhador em particular, estou em pleno gozo das minhas próprias férias. 

Incluindo-me no lote dos privilegiados, lá fui eu viajar pelo interior do nosso maravilhoso Portugal profundo. 

Maravilhoso, o efeito e o proveito, que pequenas vilas e cidades souberam retirar do poder democrático instituído no nosso País, mormente na vertente do poder autárquico municipal. É notória, ressalta à vista a preocupação dos seus responsáveis, em retirar aproveitamento máximo das condições naturais das localidades que administram. Trilhos naturais, espaços de lazer apelativos à conjugação da natureza à prática desportiva e placas, muitas placas indicadoras de pavilhões multifuncionais e piscinas municipais de Concelhos, onde o potencial económico e social, ficarão muito aquém, por exemplo, daquele que nos serve de leito e de que todos nos orgulhamos.
Localmente, existe uma enorme apetência para a prática desportiva, como tem sido amplamente confirmado pela afluência de populares às iniciativas promovidas pelas nossas associações.

Estamos na antecâmara do período em que todos aqueles, que na demonstração de uma enorme coragem e vontade de servir a causa pública, vão apresentar os seus programas e princípios orientadores, que querem imprimir no decorrer da sua gestão autárquica. 

Aguardo, ou melhor aguardam todos os vizelenses com curiosidade, o que cada protagonista contempla para esta componente, reconhecidamente entendida, como essencial à construção de uma comunidade, que se quer sadia e minimamente realizada.

Será, que vai ser no decorrer do próximo mandato, que vamos ver colocada em Vizela a placa indicadora do local onde está instalada a nossa Piscina Municipal?

Fica a pergunta.