Remate Certeiro 06/04/17

Zélia Fernandes

2017-04-06

Partilhe:


1-Os últimos dias têm sido marcados pelas notícias e reações às recentes agressões aos árbitros. A mais recente aconteceu no desafio entre Rio Tinto e Canelas, da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto. Contas feitas, são já 44 agressões perpetradas a árbitros de futebol e futsal na presente temporada. Apesar de não ser infelizmente uma situação nova, esta última agressão, por ter tido como autor um interveniente direto no jogo, neste caso o jogador Marco Gonçalves, do Canelas despoletou uma onda de revolta e não tardaram a chegar as reações e pedidos de atuação célere, de quem por direito. 
Em consequência do incidente a Federação Portuguesa de Futebol já deu conta que o policiamento passa a ser obrigatório em todos os jogos de Seniores e Juniores A (Sub-19) até ao final da época. A medida, anunciada visa reforçar as medidas de segurança para árbitros e todos os agentes desportivos.
Já o presidente da Liga Portugal considera que a onda recente de agressões a equipas de arbitragem, um pouco por todo o país, exige “medidas drásticas”. Perante aquilo que considera ser simplesmente “casos de polícia”, Pedro Proença insta as autoridades estatais a agir no imediato e de forma incisiva
Este pedido parece que foi acolhido pelo secretário de Estado do Desporto e da Juventude. João Paulo Rebelo admitiu na última terça-feira que o Governo pode promover o agravamento das sanções penais para agentes desportivos e adeptos que promovam violência no futebol e no desporto. Ainda assim, o político evitou abordar diretamente o tema da irradiação de desportistas que protagonizem agressões.
Seja de que clube for o agressor ou prevaricador, entendo que devem ser tomadas medidas exemplares, neste e em outros casos similares. O desporto deverá ser encarado como uma festa, em que o estádio de cada equipa seja considerado um local para a receção de convidados e não como nestes casos, um local onde reina o medo e o horror de não existirem condições para que todos os agentes desportivos preservem a sua integridade física.
2- Os associados e adeptos do FC Vizela andam mais felizes, pois a sua equipa voltou finalmente às vitórias. Carlos Cunha o treinador dos vizelenses vai também ganhando pontos, entre os mesmos adeptos. No final do jogo com o Portimonense, que deu três pontos ao FC Vizela, fez questão de afirmar que foram os adeptos que “empurraram a equipa para a vitória, após esta ter conseguido o golo do empate”. Julgo que os adeptos gostaram de escutar estas palavras e estou certa de que irão ser apoio necessário, para o percurso vitorioso que a equipa pretende até ao final do campeonato, sobretudo nos jogos em casa, que estão em maioria no calendários dos vizelenses. É certo que com esta vitória a equipa não deixou a zona vermelha da classificação, mas as equipas de cima da tabela, estão agora mais próximas e há sobretudo mais motivação para o que ai vem.