Nada é certo no futebol

Zélia Fernandes

2018-05-17

Partilhe:

Remate Certeiro 17-05- 2018


1-Começar tudo de novo e fazer melhor. Este é o único caminho a trilhar pelo FC Vizela, na próxima temporada desportiva. Mais uma época e mais uma desilusão para os vizelenses, que voltam a ver as suas expetativas defraudadas. Compreendo que a desilusão dos adeptos é muita e, por vezes, a revolta traz palavras e atitudes menos corretas, situações que não valem de nada depois do jogo terminado e do resultado fixado. O futebol é mesmo assim, uma semana antes grande festa, grande união dos adeptos em torno da equipa e uma semana depois, mesmo em vantagem, a equipa a não conseguir apontar sequer um golinho, que mudava tudo. Tal não aconteceu e como refere Diogo Godinho, presidente da Futebol Clube de Vizela – Futebol SAD, há que tentar de novo, na próxima temporada, pois o objetivo é mesmo subir aos nacionais e esse dia vai chegar. 
Que se aproveite e mantenha o entusiasmo, a união e o apoio a esta equipa, independentemente de quem sejam os seus jogadores ou treinadores. 

2- O Moreirense conseguiu mais uma vez, na última jornada da Liga Portuguesa a permeância. Com mais algum tempo de aflição para os seus adeptos, o que vem sendo recorrente nos últimos anos. No entanto, mesmo perdendo, o Moreirense conseguiu a tão desejada manutenção, com a “ajuda” dos seus mais diretos adversários envolvidos nesta luta. Cabe agora à direção do Moreirense decidir se o futuro poderá ser diferente. Vítor Magalhães é um homem prudente e rigoroso e tenta a cada época fazer “milagres”, com aquele que é talvez o mais baixo orçamento da Liga Portuguesa. Até ao momento não se tem saído mal, mas julgo que os associados e adeptos estão desejosos de poder ter uma época de alívio e desafogo e não terem de sofrer até ao último minuto do último jogo. O rigor financeiro tem sido a sua linha orientadora, a ver vamos se consegue na nova época encontrar soluções para entrar com um plantel mais ousado e que dê mais garantias. 

3- A direção do CCD de Santa Eulália, clube que está a comemorar 40 anos de existência, decidiu este sábado abrir as portas do seu estádio para garantir mais apoio para a formação sénior, no último jogo do Pró Nacional da AF Braga. Depois de uma primeira volta desastrosa, a equipa encetou uma recuperação que poucos esperariam e foi subindo posições até sair da zona vermelha, onde esteve durante alguns meses. 
A manutenção está praticamente assegurada e julgo que o grupo o merece pela resistência demostrada à sentença da descida. Um ponto frente ao Brito pode ser suficiente, ou até pode nem precisar de nenhum, caso os seus adversários diretos percam pontos, nesta derradeira ronda.