Fardamento dos Bombeiros

Bombeiros Voluntários de Vizela

2018-08-09

Partilhe:


Os bombeiros de portugal, na sua grande maioria, são associações privadas de utilidade pública, ou seja atuam em prol da comunidade e bem comum. Como entidades privadas que são, toda a gestão e financiamento é a cargo da entidade detentora do corpo de bombeiros, pelo que a aquisição de fardamento é da responsabilidade da mesma.
Todos deviamos ter a consciência do quanto fica despendioso equipar um bombeiro por completo, e quando existem várias áreas como é o caso, desde fardamento para incêndios florestais, incêndios urbanos, mergulhadores, acidentes, cerimónias e etc. Isto leva-nos a pensar que para equipar um bombeiro são precisos milhares de euros.
O fardamento dos bombeiros ao longo dos anos tem sofrido diversas alterações tanto a nivel de qualidade como em quantidade de modelos para as mais diversas funções. A grande problemática nesta área deve-se à constante alteração das legislações no que diz respeito a normas dos equipamentos e por sua vez à parte económica, pois cada vez mais os fardamentos exigem materiais diferentes, qualidades diferentes e claro valores diferentes.
Assim sendo e no que diz respeito às alterações na lei por vezes não é vantagoso para as proprias associações, pois fazem aquições em quantidades e por vezes a lei altera e nem sempre é possível acompanhar a mudança. 
A legislação em vigor que caracteriza cada Equipamento de Proteção Individual, ou seja, determina o material e as medidas de acordo com as suas especifidades é na Portaria n.º 845/2008. Espera-se desde final de 2017 uma nova portaria que trará grandes novidades e determinará o período de transição do uso do equipamento já adquirido.Em Portugal, a aquisição de fardamento continua a ser a grande preocupação na maioria das associações, porque não conseguem garantir a aquisição de equipamento colocando em causa a sua segurança. 
No caso dos Bombeiros de Vizela essa situação não se tem verificado. 

Atividade operacional - semana de 31 de julho a 6 de agosto de 2018

Os bombeiros de Vizela assistiram a 72 situações de doenças súbitas, 14 ocorrências de trauma, 3 acidentes, 1 incêndio urbano, 2 incêndio florestal, 2 apoio às autoridades, 1 abertura de porta com socorro, 1 queda de árvore, 1 patrulhamento, 1 prevenção. No total, foram transportadas 95 pessoas em socorro. Participe neste fórum (com questões e sugestões) através do endereço de correio eletrónico comunicacao@bvvizela.pt.