EXERCICIO SIM, O CÉREBRO AGRADECE

José Borges

2018-10-04

Partilhe:


O objetivo primeiro, que coloco nesta coluna, prende-se essencialmente com a necessidade de transmitir aos meus queridos leitores, algo de que os mesmos possam tirar algum proveito. 

Por várias ocasiões, tenho refletido sobre a importância do fenómeno desportivo no desenvolvimento duma sociedade e da nossa comunidade em particular. Do relevantíssimo papel dos nossos Clubes e Associações que no quotidiano, permitem aos nossos cidadãos a prática desportiva.
Fomos recentemente “assustados” pela conclusão da ciência médica, que nos afirma, que o futuro da sociedade, vai ser fortemente afetado pelo aumento previsto nas doenças do foro da demência. Assim, será de todo oportuno questionar: Sabia que o exercício físico pode melhorar a sua memória e aprendizagem?
Embora os efeitos do exercício para a saúde física sejam conhecidos, os benefícios para a saúde cognitiva, começam agora a acumular evidências/factos. A relação entre exercício e cérebro, estão no centro das atenções da neurociência pelas implicações imediatas e futuras na vida de milhares de pessoas. Na verdade, a atividade física tem vários benefícios quando se trata da saúde mental, que vão desde a melhoria da aprendizagem até à prevenção de demências e atenuação dos efeitos do envelhecimento do cérebro.

Hoje sabemos que o exercício, especialmente o exercício aeróbico, tem efeitos positivos sobre a função cerebral em várias frentes, que vão desde o sistema molecular ao nível comportamental.

Pelo que atrás foi dito, exijamos de nós próprios o reforço na nossa vontade de nos exercitarmos. E se o exercício em alguma fase ser sinónimo de sacrifício, que bom será sentir que o sacrifício se vais transformar num sentimento de prazer e liberdade. Vamos a isso. Vizela, terra verde por excelência, proporciona-nos espaços de excelência para a prática desportiva de massas. 

E por falar em espaços livres e de lazer, que bom receber a notícia, de que os parques públicos de lazer de Vizela e destinados às nossas crianças, vão ser proximamente reconvertidos e colocados ao nível do que um espaço urbano exige.


Valeu a pena.