Editorial 26 de abril de 2018

Fátima Anjos

2018-04-26

Partilhe:


Memorável. Assim foi o concerto que Paulo de Carvalho e a Sociedade Filarmónica Vizelense protagonizaram esta terça-feira na Praça do Município. Não o foi apenas por tudo aquilo que o cantor representa para a música portuguesa – e que é muito - mas, principalmente, pela prestação da nossa Banda de Música e que deverá ser, para todos nós, motivo de orgulho! 

Uma noite embalada por belas canções, em que Vizela teve a oportunidade de mostrar ao país o diamante em bruto que tem sido continuadamente polido, dando origem às mais sublimes pedras preciosas. Pedro Costa cantou José Afonso, atribuindo um significado singular em cada verso e Maria João Faria esteve ao lado de Paulo de Carvalho num dueto que veio fazer justiça à simplicidade com que abraça as canções que interpreta. Mas em palco tivemos ainda Vítor Monteiro, que declama poesia como ninguém, e nem Rodrigo Lopes, acabado de completar 16 anos, tremeu perante a responsabilidade de abrir o concerto de Paulo de Carvalho.

Aliás, estão todos de parabéns e daqui seguem as felicitações para o Maestro José Manuel Marques que dirigiu este concerto com uma energia que contagiou não só os seus músicos mas todo um público que, como eu, já viu o maestro a dirigir muitos concertos, mas nunca a dançar como o fez na última terça-feira. Era um homem feliz e com motivos para isso.

Sempre dissemos que não estamos aqui só para apontar o dedo e, por isso, dizer que esta ideia de juntar Paulo de Carvalho com a nossa Sociedade Filarmónica Vizelense foi muito bem consigo. Foi uma “bela forma de comemorar abril”.

Já “Fazer Abril” estará em cada um de nós e é algo que nos deverá acompanhar sempre. “Fazer Abril” é preservar as conquistas de há 44 anos, nunca as tomando como adquiridas, porque sabemos que esse é sempre o primeiro passo para o fim de qualquer coisa. 

“Fazer abril” em Vizela será promover o respeito e o diálogo entre os eleitos do Poder Local e responder aos anseios dos eleitores, contribuindo para o seu bem estar e felicidade.
“Fazer abril” em Vizela é dar voz a esta gente – tão elogiada na noite de terça-feira por Paulo de Carvalho – e, para isso, estamos cá nós – Rádio Vizela e RVJornal - como garantia de que não faltará nunca a tão legitimada liberdade de expressão.

Viva o 25 de abril!