Editorial 25 de Maio de 2017

Fátima Anjos

2017-05-25

Partilhe:


A cada semana que passa percebemos que temos na nossa Vizela muitos Salvadores Sobral, isto para dizer que temos muitos motivos para nos orgulharmos de pertencermos a uma terra chamada Vizela. Um concelho pequeno com apenas cinco freguesias e cerca de 24 mil habitantes, o que não é impeditivo para que os vizelenses possam brilhar nas mais diferentes áreas e é, efetivamente, isso que tem acontecido.

No último domingo, colámos à televisão, torcendo para que Luís Carvalho pudesse trazer para Vizela o Globo de Ouro SIC/Caras, sendo eleito como o Estilista do Ano. O que parecia um sonho tornou-se uma realidade… Só assim poderia ter sido… Ainda a cerimónia não tinha começado e já o nome de Luís Carvalho era tantas vezes repetido na emissão conduzida a partir da Passadeira Vermelha. Um orgulho! Uma grande conquista num mundo como é o da moda, onda a concorrência é imensa… Venceu o talento do Luís, a sua forma de ser e de estar na vida e também a sua resiliência. No domingo ficou provado que é possível lançar uma marca de moda em Vizela e fazê-la desfilar nas mais respeitadas passerelles do país. A verdade é que Portugal começa a ficar pequeno para Luís Carvalho. Espero que ao lado do Globo de Ouro da SIC possa ficar o Troféu Gala Rádio Vizela, que o jovem vizelense conquistou em 2015.

Esta semana destacar também o vizelense José Manuel Marques. É o diretor musical da Opera “Così Fan Tutte” que subirá ao palco este sábado, a partir das 21h30, da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. Será o culminar de uma pós-graduação em Direção de Orquestra do Maestro da Sociedade Filarmónica Vizelense, isto depois de uma pós-graduação especializada em Ópera. É caso para perguntarmos ao maestro que milagre ele conhece para fazer multiplicar o tempo entre as apostas contínuas na formação, a sua atividade profissional e a sua missão como diretor pedagógico da Sociedade Filarmónica Vizelense. É caso também para voltarmos a repetir a palavra: Orgulho! Sim, porque não desiste de aprender sempre mais, investindo depois esse mesmo conhecimento no trabalho que realiza nos músicos que brotam na Academia. Para sábado, desejamos-lhe os mais sucessos, num espetáculo que terá transmissão em direto na Rádio Vizela.

Agora não será chegado o tempo de Vizela retribuir? Como estamos em tempo de apresentação de propostas eleitorais, lembro todos os que possam estar a ler estas palavras, que não se esqueçam de colocar nos milhares de panfletos que vão entupir as caixas de correio nos próximos meses - a criação do auditório municipal, seja ele nas instalações do atual Edifício-sede do Município ou construído de raiz. 

O importante é que este possa oferecer as condições necessárias à realização de espetáculos ou outras iniciativas na medida do Talento das gentes desta terra que, como temos vindo a constatar, é muito… Até lá, viajamos até Vila Nova de Famalicão.