Editorial 24 de maio de 2018

Fátima Anjos

2018-05-24

Partilhe:


Julguei que não teria de voltar ao tema. Não faz muito tempo que o RVJornal e a Rádio Vizela reportaram o caso que nos últimos dias ganhou uma maior dimensão depois de ser reportado pelo Jornal de Notícias, situação essa  que veio a público no início deste ano e que até foi alvo de debate no programa “Antena Democrática”.

Há duas situações que são transversais. A primeira é a gravidade do caso que, até à data, não foi desmentido por ninguém e que coloca a nu uma desumanidade e um desrespeito desmedido pela vida animal. Não há ninguém que possa dizer o contrário. A segunda é a responsabilidade ou a falta dela. Ninguém sabe, ninguém viu, ninguém é responsável por tal acontecimento, quando para o mesmo ter acontecido foi preciso que houvesse recolha e colocação dos animais naquelas deploráveis condições.
Não é possível que isso seja verdade, muito mal andaria o poder local neste país se os seus Executivos e colaboradores não soubessem o que se passa nas instalações camarárias. Entretanto já percebemos que o caso chegará até ao Ministério Público e que a ele caberá decidir o desenvolvimento deste processo. Sim, ele deve seguir para tribunal, porque estamos a falar de animais já fragilizados pelo abandono e tudo o que ele implica – ausência de teto e alimentação – e que foram depois submetidos a condições terceiro-mundistas.

Daí que seja urgente que se concretize uma solução definitiva para acolher estes animais. A Câmara Municipal de Vizela já veio garantir que a candidatura para a criação de um Centro de Recolha Oficial de Animais de Estimação já foi submetida a apreciação. Há alguma expetativa na sua aprovação, mas caso não venha a acontecer, o Executivo terá de repensar o assunto e avançar, nem que seja a expensas próprias, com uma solução definitiva, porque se trata de uma situação prioritária, à qual os eleitores estão cada vez mais sensíveis e a prova disso mesmo foi o impacto que a mesma tomou nos últimos dias nas redes sociais.
Por outro lado, dar razão a Fátima Andrade, vereadora da Coligação, quando nesta mesma edição do RVJornal vem defender que Vizela é muito mais do que fazem parecer casos como este.
Nesta última semana, o estilista Luís Carvalho esteve brilhante nas suas produções para os Globos de Ouro e o músico Pedro Costa cantou e encantou na apresentação do seu  EP “West Coast Men” no último sábado, no auditório dos Bombeiros.

Por isso, há que levantar a cabeça, mas sem nunca deixarmos de aprender com os erros do passado.