Editorial 14 de junho de 2018

Fátima Anjos

2018-06-14

Partilhe:


Festa do 32º Aniversário da Rádio Vizela
Nesta quarta-feira, a Rádio Vizela completou 32 anos de emissões. É sempre uma data que importa assinalar, por tudo aquilo que esta estação emissora representa para a região e para a sua população. Não há dúvidas de que a Rádio Vizela é hoje a voz dos Vales do Ave e do Sousa e, por isso, não podemos deixar de a comemorar junto dos nossos ouvintes, aqueles que tornam possível a existência deste projeto. 
É a pensar em todos eles que estamos a preparar uma grande festa de aniversário e que terá lugar já este domingo, a partir das 14h30, no Parque das Termas. Está prometido bom tempo para colocar em palco um grande cartaz, numa festa que vai servir também para premiar o nosso Clube de Amigos. A entrada já sabem, é livre.

Feira Romana de Vizela
O S. Pedro decidiu não passar por Vizela no último fim de semana e a Comissão de Festas fez o que pôde para minimizar as consequências do mau tempo. O que esperamos é que tal facto não contribua para esmorecer esta equipa de trabalho, que bem precisa de motivação para agarrar o que aí vem e estamos a falar das Festas da Cidade, evento à volta do qual giram sempre muitas expetativas. A primeira confirmação – Rui Veloso – promete. É, de facto, um nome grande da música portuguesa e certamente que outros surgirão num evento que tem chegado cada vez mais longe e que esperamos que assim continue, pois todos temos a ganhar com isso.

PDM Vizela
Entretanto, adivinha-se o início de uma nova batalha política em Vizela e que estará diretamente relacionada com o processo que deu o seu pontapé de saída na última terça-feira e que visa a primeira alteração ao Plano Diretor Municipal de Vizela, documento aprovado em 2013, 15 anos depois da criação do nosso concelho. O que se poderá esperar é que este processo seja amplamente divulgadp para que também possa ser muito participado, de forma a que no final tenhamos um documento que possa servir os vizelenses e todos aqueles que estejam motivados a residir ou a criar riqueza neste concelho e dispostos também a contribuir para a regeneração urbana da cidade mas também para a preservação do seu património.