Editorial 13 de setembro de 2018

Fátima Anjos

2018-09-13

Partilhe:


É bom estar de férias mas também é bom estar de regresso. 

Uma boa reentré para todos vocês.

Vizela também assistiu a esta semana à sua reentré política. Aconteceu na terça-feira, com a primeira reunião do Executivo Municipal pós-férias, numa sessão que ficou marcada pela fixação dos impostos a cobrar em 2019. Os vereadores da oposição cobraram ao autarca Victor Hugo Salgado as promessas de alívio fiscal que dizem ter embandeirado em tempo de campanha eleitoral, mas o autarca vizelense garantiu que não faltou à palavra e que a descida de impostos prometida acontecerá no decorrer deste mandato. Assim esperarão os vizelenses que estarão atentos a esta situação, porque a carga fiscal é tema que não passa despercebido a ninguém, uma vez que interfere com a carteira da grande maioria.

Ainda na terça-feira, o Executivo Municipal de Vizela chamou os jornalistas para abordar o relatório da Auditoria Externa que teve como objetivo a análise das contas da autarquia entre os exercícios de 2002 e 2017, tendo ficado garantida a submissão deste documento ao Ministério Público por suspeitas de crime. Os visados foram o anterior presidente Dinis Costa e a sua vice-presidente Dora Gaspar, que já vieram assegurar que agiram de acordo com a lei e que vão aguardar, com tranquilidade, o desenrolar do processo. 
A Rádio Vizela e o RVJornal ainda não tiveram acesso ao documento, daí que não possam informar mais do que aquilo que é transmitido pelas partes. O que se espera é o cabal esclarecimento dos vizelenses e que em breve o Ministério Público se possa pronunciar sobre o resultado desta auditoria.

Destacar ainda a decisão do Executivo Municipal, apoiada pelo Partido Socialista, em transformar a Rua Nova do Fórum na Avenida Manuel Campelos, através de uma alteração da toponímia vizelense. O nome do líder do Movimento pela Restauração do Concelho de Vizela ficará, desta forma, associado a uma das principais artérias da cidade e que serve o edifício que alberga os Paços do Concelho, o símbolo do concelho de Vizela e para o qual muito lutou Manuel Campelos. Uma decisão que dignifica Vizela!

E numa altura em que o poder se afirma capaz de realizar mais e melhor com menos dinheiro e a oposição critica o investimento realizado - considerando que não há fome que não dê em fartura - Vizela recebe nos próximos dias mais um evento - a Festa da Juventude. Política à parte, dizer apenas que o evento está aí à porta. É de livre acesso, por isso, desfrutem. Isto de ser jovem tem uma validade cada vez maior, por isso, todos caberão na Festa da Juventude de Vizela.
Um bom fim de semana para todos.