Editorial 09 de agosto de 2018

Fátima Anjos

2018-08-09

Partilhe:


Esta semana fica marcada pela apresentação da campanha Vizela Mais Limpa, que resultará numa alteração substancial no processo de deposição e recolha dos resíduos sólidos urbanos, através da implementação no concelho de contentores enterrados e semienterrados.  Na prática, o que está em causa é que os vizelenses deixarão de colocar o lixo à porta das suas casas e passarão a fazê-lo nos respetivos contentores. A grande vantagem é que o poderão fazer a qualquer hora do dia e que Vizela passa agora a ter a oportunidade de ter um concelho mais limpo, com resultados significativos a nível da salubridade pública, numa altura em que a limpeza das cidades é fundamental para a sua imagem não só para quem nelas escolheu residir mas, também, para quem as visita.
Já todos perceberem que se trata de uma alteração que será gradual, até porque no início será implementada uma recolha mista, existindo ainda a possibilidade de em alguns locais o lixo poder ser depositado na rua. Mas também será certo que quanto mais depressa estiver concluído este processo de contentorização mais cedo dele advirão resultados positivos para o espaço público.
O mais importante será mesmo informar e sensibilizar os vizelenses para os comportamentos que estes terão de adotar a partir do momento em que for concretizada a implementação dos primeiros contentores, caso contrário nada feito. E depois fiscalizar e penalizar nos casos em que as regras não são cumpridas. Mas estou certa que nos últimos anos, em todo o país, houve uma evolução muito grande no que toca a esta temática, estando os portugueses, e por isso, também os vizelenses , muito mais pró-ativos no que toca ao acondicionamento e separação do lixo, o que se prova com o aumento significativo das taxas de reciclagem.
Como fator motivador seria também importante que os vizelenses percebessem que a sua participação neste processo poderá vir a ser compensada com uma redução na tarifa do lixo, uma vez que o processo de contentorização resultará numa poupança para os cofres do Município, dada a redução nas passagens do camião de recolha dos resíduos sólidos urbanos. Veio afirmar o presidente da Câmara que o valor da poupança dos primeiros três anos será investido numa nova fase do processo e que terá em vista a sua conclusão. Por isso, esperaremos que em 2021 possamos ter novidades relativamente a uma redução nesta tarifa. 
Pena é que ainda não tenha sido possível encontrar uma solução para aqueles que beneficiam deste serviço, sem que paguem por isso, pelo facto da sua cobrança estar associada à fatura da água e saneamento emitida pela Vimágua. Ou seja, não sendo clientes da Vimágua, não pagam a tarifa do lixo. 

Mas o momento é de festa. Arrancam amanhã, oficialmente, as Festas da Cidade de Vizela. Vivam-nas ao máximo, desfrutando de um momento que é sempre único para a nossa cidade, que ganha outra vida nesta altura do ano. 

Encontramo-nos no centro de todas as emoções!