Editorial 06 de setembro de 2018

Helena Lopes

2018-09-06

Partilhe:


Chamava-me “Inês”. Dizia que tinha cara de “Inês” e brincávamos com a situação mesmo em direto, aos microfones da Rádio Vizela, durante o programa “Bica Quente”, que Manuel Campelos assumiu, como comentador, durante uma temporada. Dizia, carinhosamente, que eu tinha idade para ser sua neta e passávamos momentos bons, de humor e gargalhada, nos bastidores daquele programa que tanto deu que falar na altura. Tenho as melhores memórias de Manuel Campelos. Homem sóbrio, humilde, batalhador e incansável quando em causa estava o nome do concelho que ajudou a recuperar, com noites perdidas, quilómetros de estrada a troco de zero, com os “socos no estômago” que ia recebendo quando as portas se fechavam. E foram algumas. Manuel Campelos desapareceu fisicamente, mas vai permanecer sempre, assim como ficará ligado para a eternidade à história desta terra que tanto amava, como poucos amam. “Pai” do concelho de Vizela para muitos, para outros não tanto. Sempre discutível. Há sempre quem discorde, mas o importante é que se mantenha bem viva por cá a vontade, a força e a coragem que Manuel Campelos teve ao longo da sua vida para lutar pela sua terra, com unhas e dentes. Saibamos honrar as páginas que escreveu na história de Vizela e, acima de tudo, saibamos adotar a postura defensiva em prol desta terra que tanto tem que crescer ainda. 


Vizela “acorda” este fim de semana, depois do marasmo da última quinzena de agosto, altura em que a maioria se ausenta para outros destinos, a fim de gozarem umas merecidas férias. A Casa do Povo promove a sua Desfolhada esta sexta-feira, no sábado, na Praça a partir das 18h00, há um sunset num bar ali situado. A Câmara Municipal de Vizela quis chamar a si a organização do Festival da Francesinha, que terá lugar no Jardim Manuel Faria entre esta sexta-feira e domingo, apostando na restauração da terra que quisesse aderir. E foram três estabelecimentos que aceitaram e vão estar presentes na iniciativa que este ano se debruça sobre o fado. No futuro, o presidente da Câmara pretende abrir o evento aos de fora. Gisela João é o nome que se destaca na noite de domingo e o presidente da Câmara Municipal de Vizela diz estar preparado de novo para as críticas, apesar de garantir estar a gastar menos do que o anterior Executivo neste âmbito. A próxima reunião de Câmara promete e é já na próxima terça-feira.


A Rádio Vizela volta a sair do estúdio para proporcionar aos seus ouvintes bons momentos de animação. Inserida no Festival da Francesinha está a Festa Gentes e Tradições, onde os cantadores e as cantadeiras vão animar os presentes. Apresentação a cargo do locutor da Rádio Vizela, Alexandre Pereira e com a garantia de que não dará a sua tarde como perdida. Venha divertir-se connosco.