Editorial 01 de fevereiro de 2018

Fátima Anjos

2018-02-01

Partilhe:



Na edição desta semana do RVJornal damos-lhe a conhecer a causa social que a Rádio Vizela vai abraçar naquela que será a 5ª Gala Rádio Vizela e estamos a falar do trabalho que está a ser realizado pelo Núcleo de Vizela da Liga dos Combatentes. Muitas das vezes temos de ver com os próprios olhos para que o coração possa sentir aquilo que nos passa despercebido entre a azáfama que são os nossos dias.

Assim aconteceu nas últimas semanas, em que estivemos em contacto direto com voluntários e profissionais da Liga dos Combatentes e, principalmente, quando ouvimos na primeira pessoa o testemunho daqueles que foram obrigados a ir para uma guerra que não era a sua e que regressaram ao nosso país sem que tivessem conseguido compreender, sequer, o seu fundamento. Mas não vieram sozinhos. Na bagagem trouxeram feridas de uma guerra que o tempo não tem conseguido cicatrizar. Pelo contrário, a geração do Ultramar, hoje com mais de 65 anos, vê as suas fragilidades agravadas com os problemas associados à idade mas também à sua condição económica, uma vez que, e infelizmente, a maioria das reformas não dignifica os seus beneficiários, nem colmata as suas necessidades.

Aqui surge o Núcleo de Vizela da Liga dos Combatentes. Atualmente, auxilia no acesso ao Complemento Social de Serviço mas, também, tem a funcionar o Centro de Apoio Médico, Psicológico e Social, fazendo com que os antigos combatentes não tenham de se deslocar a Braga ou ao Porto para poderem ter acesso às consultas gratuitas com os especialistas. Mas não só. Existe também o programa do Medicamento Solidário e o Despensa-se e engane-se quem pense que não há quem não passe pela “despensa” deste núcleo para “matar a fome”. Vou ser muito direta: “Eu vi, ninguém me disse”. Mas também vi quem lá foi para uma consulta e quis dar algo em troca e fê-lo através de alguns bens para o “Despensa-se”, para ajudar companheiros de uma vida, companheiros de uma vida de guerra.

Uma roda solidária, na qual entra agora a Rádio Vizela e, para isso, contará com a ajuda de todos vocês. Bastará que para isso participem neste espetáculo que se encontra marcado para o próximo dia 03 de março, no salão de festas do Eskada Vizela. O acesso é livre, sendo que à entrada, poderá contribuir com o valor que entender para esta nobre causa. 

O Núcleo de Vizela da Liga dos Combatentes precisa de alargar a sua resposta, porque o número de pedidos de ajuda tem vindo a aumentar e é dever de todos nós, não substituindo o Estado, mas complementando-o, ajudar estas pessoas. Podiam ser os nossos pais, os nossos avós… São famílias em sofrimento, que precisam de uma nova oportunidade de serem felizes… Uma nova oportunidade para reconquistarem a paz perdida naquela guerra.