Editorial 01 de agosto de 2019

Fátima Anjos

2019-08-01

Partilhe:


Depois das últimas descargas de que o Rio Vizela foi alvo, inclusive através da conduta que se encontra localizada na Marginal Ribeirinha, e realizadas à “descarada”, até porque este é um local frequentado pela maioria dos vizelenses que aproveita os seus tempos livres para passear no Parque, foi impossível calar a revolta da população que já se havia habituado à ideia de que o nosso curso natural havia tomado um novo rumo.

Em reação, o Executivo Municipal veio garantir um reforço na fiscalização, sendo que, precisamente para, esta quinta-feira, está agendada uma intervenção da Vimágua, através da inserção de um equipamento que deverá percorrer aquela conduta no sentido de colocar a nu a origem ou as origens destas descargas.

É também já público de que já foram, entretanto, detetadas 27 habitações com ligações diretas e indevidas para o Rio Vizela e que, entretanto, já terão sido notificadas da obrigatoriedade de sanarem essa situação. 

Um trabalho que foi bem feito embora peque por tardio. 

No entanto, será preciso perceber se são estas mesmas habitações as protagonistas destas descargas, por muitos associadas à atividade industrial, ou, se por outro lado, estas têm outros rostos, que teimam em passar impunes e que não percebem o quão mal estão a fazer ao meio que os rodeia.

É bom que a Câmara Municipal agarre a pulsos este dossier e tenha a coragem necessária para devolver a dignidade ao nosso rio. Não deve ser fácil, mas é o certo e dará muitos votos.

Ainda esta semana falar das festas que já arrancaram e que estão a decorrer na Vila de Santa Eulália. Uma boa oportunidade para o aquecimento das Festas da Cidade de Vizela e que se iniciam a 09 de agosto.

Ambas apresentam bons cartazes, ecléticos, sobretudo, na tentativa de abranger toda a população. Por isso, só nos resta desfrutar. E não se esqueçam de passar na tômbola da Rádio Vizela e que já se encontra estacionada na Av. dos Bombeiros Voluntários.

Uma boa semana para todos!