“Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados”

Manuel Marques

2019-05-09

Partilhe:


As Bem Aventuranças (declarações de Jesus Cristo pronunciadas no Sermão da Montanha) foi das coisas mais bonitas que aprendi na doutrina e que me têm servido de inspiração no meu singelo percurso de vida. Quando o Futebol Clube de Vizela foi severamente e diferencialmente castigado no famigerado processo do Apito Dourado logo sussurrei as Bem Aventuranças: Abençoados os que padecem de sede de justiça porque serão saciados”. Ai está: dez anos depois o Clube recebe a notícia de que a sua sede de justiça foi saciada e o choro das suas lágrimas consolado. 
Falta agora ao Vizela dizer à Federação quanto custa e para onde quer ir (II Liga) e tecer um singelo mas reconhecido obrigado ao advogado André Castro que nunca deixou cair este assunto no rol do esquecimento. No espaço duma semana o FC Vizela encaixou bons momentos: Foi vencer a casa do Trofense onde se sagrou campeão da Série A e assegurou presença no play-off de subida; venceu no Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel que declarou a nulidade do Acórdão do Conselho de Justiça da FPF de 30-06-2009 e viu regressar ao relvado Pedro Albergaria e Zag, dois atletas que não escaparam ao infortúnio das graves e prolongadas lesões. Nesta sequência, Albergaria teve uma emocionante despedida (enquanto jogador, espero) dos relvados. Será impossível o Vizela esquecer um atleta tão completo quanto ele dentro e fora do campo, com um coração enorme e com toda a pedagogia que devia existir no Desporto bastando sintetizar as suas palavras à Rádio Vizela: «Não poderia terminar a carreira numa maca. Tinha de jogar nem que fosse um minuto para provar aos meus filhos que nunca devemos desistir nem desacreditar na vida». Diogo Godinho, já teve um gesto honroso e admirável quando fez questão de continuar no plantel com um guarda-redes que se antevia, tal a gravidade da lesão, que nunca seria utilizado esta época. Certamente que o Presidente da SAD do FC Vizela, agora que Pedro Albergaria pendurou as chuteiras, tudo fará para que este desportista brioso continue ligado ao futebol (no Vizela ou noutro Clube) porque o futebol precisa dele. Com os campeonatos a chegarem ao fim há alegria nuns lados e tristeza noutros mas nada é definitivo. Amanhã invertem-se os papéis. É assim o desporto e por isso é tão bonito. Os únicos derrotados definitivos são os que desistem e fogem.