Zamorano deixou o comando técnico do Santa Eulália

Decisão da saída terá partido do treinador agastado com situações no grupo de trabalho

Zamorano esteve esta segunda-feira em Santa Eulália, mas já não ministrou o primeiro treino da semana. A vinda hoje ao clube acabou para ser para se despedir do plantel, isto depois da reunião com o presidente Carlos Faria. Zamorano salienta que a decisão já tinha sido tomada ontem, após o empate em Brito, para a 20ª jornada do Pró Nacional e comunicada ao Diretor Desportivo do clube Sérgio Terinho.

Sem querer aprofundar muito os motivos que terão levado a esta decisão, o treinador foi afirmando que “não tem a ver com as poucas soluções que tem tido no plantel”, pois mesmo com as lesões que reduziram as suas opções comprometeu-se sempre a “apresentar soluções para lutar com os adversários de igual para igual e tentar vencer os jogos”. Por isso o treinador garante que “nada tem a apontar à direção", que esteve sempre com a equipa técnica.

No entanto, Zamorano salienta que “não se revê em algumas situações e por isso quem não está bem muda-se”. Sem referir situações em concreto o técnico, afirma que “o mais importante é o clube e que este atinja os seus objetivos”, deixou ainda palavras aos jogadores, que sem sua opinião deverão “ser comprometidos, dar o seu máximo, pois têm qualidade para isso, serem rigorosos todos os dias e pensarem sempre muito mais no clube”.  

Garante que é um treinador que assenta o seu trabalho no “compromisso, rigor e exigência”, foi isso que tentou implementar no clube, mas como entende que a mensagem falhou em algumas situações e por isso entende que a sua saída “é o melhor para o clube”.

Recorde-se que Zamorano começou a trabalhar no Santa Eulália no passado dia 02 de setembro, substituindo Nelson Silva, que começou a época, mas também ele não chegou ao final da época.  Zamorano deixa o clube na 11ª posição com 24 pontos e cabe agora à direção do Santa Eulália apontar o seu substituto.