Vizela tem novo artista a despontar

Chama-se Rodrigo Lopes, tem 15 anos, e esteve na Rádio Vizela a interpretar um tema da sua autoria.

Chama-se Rodrigo Lopes, tem 15 anos, e está a frequentar o curso de Interpretação da Academia Contemporânea do Espetáculo, no Porto. O futuro está escolhido, quer ser ator, fazer musicais e tem o sonho de abrir em Vizela um espaço para atores.

Rodrigo Lopes nasceu na Trofa, mas está radicado em Vizela. A música surgiu primeiro na sua vida por influência da família: “A minha família sempre foi muito ligada à música, isto vem desde tempo do meu bisavó Teófilo, que tinha uma ligação à Sociedade Filarmónica Vizelense”.

A paixão pela música levou-o para o ensino articulado na Sociedade Filarmónica, tinha seis anos na altura. Começou no piano e concluiu o 5º grau em formação musical de guitarra e classe de conjunto.

Rodrigo Lopes também compõe e esteve nos nossos estúdios a interpretar a música “Foi assim que a conheci”, letra e música da sua autoria. “Em minutos escrevi quase a música toda e depois precisei de um mês para conseguir finalizar três ou quatro linhas, porque simplesmente não conseguia, não me sentia bem com o que estava a fazer e aquilo são momentos de inspiração que temos de aproveitar, principalmente quando estamos tristes, aí é que a inspiração vem ao de cima e temos de aproveitar”, explicou o jovem.

 

“O meu desejo é fazer teatro musical”

 

O percurso na música foi acontecendo naturalmente, mas agora é a representação que está a ocupar mais espaço na vida de Rodrigo Lopes. “Decidi ir para o teatro que é aquilo que eu mais amo mesmo, a música não vou dizer que é um passatempo, porque eu também gosto muito de música, aliás, o meu desejo é fazer teatro musical. Era perfeito, porque engloba os dois mundos que eu amo”. Em Vizela, o jovem participou no musical “O sol é que alegra o dia”, da Academia de Música da Sociedade Filarmónica Vizelense e também fez um trabalho com a Avicella, em 2016.

 

 

Para conferir na íntegra no RVJornal, já nas bancas