Victor Ferreira expõe pela primeira vez em Vizela

Exposição de pintura de Victor Ferreira está patente no CCR de Infias até ao dia 21 de abril.

Quem por estes dias entra na sede do CCR de Infias é confrontado de imediato com a exposição de Victor Ferreira. “Não sei se isto é considerado arte, mas que dá algum trabalho dá”, começou por dizer à Rádio Vizela. Victor Ferreira nasceu em Almada, mas tem raízes no norte. A mãe é de Esposende, o pai da Póvoa de Varzim, a esposa é de Vizela e a sua residência atual é aqui bem perto em Santiago de Candoso, Guimarães.

Retratos e paisagens são o que mais gosta de pintar. As paisagens de Lisboa, de Almada, o azul, o mar, são as suas inspirações: “Os meus quadros são baseados mais no mar. Os tons azuis… talvez por ter sido bisneto de um herói do mar da Póvoa de Varzim, o Patrão Lagoa”, explicou-nos.

O jeito para a pintura há muito que o descobriu, contudo, apenas desde 2008 é que começou a levar mais a sério esta sua habilidade. Não tem formação na área, esteve muito tempo ligado à indústria naval, atualmente tem uma empresa ligada ao ramo têxtil, daí que tudo o sabe aprendeu sozinho. “Isto é um hobby. “Não dá para viver disto, quase ninguém compra. Tenho uma pequena empresa do ramo têxtil, que me ocupa muito tempo, gostaria de ocupar mais tempo com a pintura, mas não dá dinheiro, é só mesmo pelo prazer”.

Já fiz várias exposições, comecei pelo Posto de Turismo em Guimarães, depois na Póvoa de Varzim, na Biblioteca Municipal Diana Bar, fiz também em Esposende, no Posto de Turismo, em setembro expus no Museu Militar de Elvas, em outubro a exposição para passou o Centro Cultural de Campo Maior e agora está aqui”. A próxima, apesar de ainda não estar agendada será no Museu da Cidade de Almada. “Será também um prazer enorme expor na minha cidade”, confessou.

Até 21 de abril a exposição de pintura de Victor Ferreira estará patente no CCR de Infias. “Isto é um espaço aberto para quem quiser visitar”, rematou.