Vacinação e identificação eletrónica dos animais gratuita

Gratuitidade do serviço no decorrer dos próximos seis meses.

Victor Hugo Salgado deu a conhecer, esta tarde, o novo formato da campanha de vacinação e identificação eletrónica. Entre as medidas anunciadas pelo presidente da Câmara Municipal de Vizela (CMV) será a gratuitidade da vacinação antirrábica e identificação eletrónica dos animais durante seis meses.

Promover a recolha e o controle dos animais, esterilização, promover a adoção e o bem-estar dos animais e cidadania são os objetivos centrais da campanha municipal que está já a ser implementada pela CMV.

Na sua apresentação, Victor Hugo Salgado repetiu críticas sobre a política animal mantida em Vizela pelo anterior Executivo e foi enumerando as medidas que foram implementadas desde que tomou posse e que estão inseridas no programa Vizela ProAnimal.

Devido à lei, passou a ser obrigatório que os animais tenham microchip e se até agora a CMV procedia à vacinação e à identificação eletrónica dos animais em representação da Direção Geral de Veterinária, a partir de agora a Câmara Municipal pode fazer autonomamente, em nome próprio, a competência de vacinação e de identificação. Neste contexto foi pensada a nova campanha municipal. “Face a isto, a Câmara Municipal criou um programa que tem como objetivo proceder à vacinação antirrábica e identificação eletrónica, mas a novidade no meio disto tudo é que durante seis meses, e a partir do dia 15, a vacinação antirrábica e identificação eletrónica vai ser feita gratuitamente pela CMV. E, pela primeira vez, os documentos serão emitidos pela própria Câmara Municipal com o respetivo registo animal”, anunciou Victor Hugo Salgado que apontou ainda como previsão de investimento, com esta campanha, de cerca de cinco mil euros, um valor que poderá acrescer.

O atendimento é efetuado individualmente no interior do veículo de socorro móvel animal.

Para além desta medida, foi também referido pelo presidente da CMV, a intenção de criar uma página na internet, “com as estruturas nacionais de adoção”, a implementação de um boletim veterinário municipal, onde serão divulgadas todas as “ações nesta área”, com o intuito de este boletim ser emitido juntamente com o Jornal Info Municipal de Vizela. Foi também referido o objetivo de “criar condições para ter um veterinário municipal a meio tempo”, além das ações de sensibilização nas escolas.