Rui Amorim:“Jogámos a 300 km de Vizela, mas jogámos em casa"

FC Vizela conseguiu mais uma vitória importante com apoio dos seus adeptos e associados

Rui Amorim era um treinador feliz, na Sala de Imprensa do Mirandês, após mais uma vitória da sua equipa. Destacou a 11ª vitória consecutiva de uma equipa que vai ultrapassado patamares, neste Campeonato de Portugal. “Tanto quanto sabemos, isto é algo, nunca antes feito no FC Vizela. Este grupo consegue fazer este marco, deixa-nos orgulhosos e contentes, mas sabemos que ainda não conquistamos nada. É algo que nos deixa felizes, porque estamos a fazer o nosso trabalho bem feito, temos trabalhado muito e ao fim de semana temos conseguido por em prática, aquilo que fazemos, com qualidade e de uma forma competente. Parabéns aos meus jogadores, pela vitória, pelas 11 consecutivas.

Sobre o jogo, destacou a segunda parte, mas também um adversário, que apesar de ocupar a última posição da classificação, nunca se entregou. “Este jogo teve uma primeira parte, que nem sempre foi bem jogada, pois foi um pouco lenta. Na segunda parte já gostei mais, já estivemos mais perto do que é o Vizela desta temporada. Com mais critério e também com mais velocidade na bola. Com naturalidade foram crescendo, podíamos ter feito mais golos, no entanto, este adversário, que está numa posição complicada na tabela classificativa, cedo ficou privado de um jogador, mas mesmos assim, até ao final do jogo nunca desistiu, procurou a nossa baliza e nunca perdeu tempo. Têm o meu respeito e dos meus jogadores e mostramos esse respeito, sendo iguais a nós próprios, parabéns ao Mirandês pela forma como recebeu o FC Vizela e pela forma como disputou o jogo connosco”.  

Janeiro é por norma o mês do mercado de inverno do futebol, no entanto no FC Vizela, não há intenção de mudanças. “Nem sequer penso nisso, primeiro porque trabalho com eles diariamente e o trabalho que têm feito desperta a cobiça, mas vejo-os tão satisfeitos, tão empenhados no trabalho diário, tão comprometidos com este clube e objetivo, que sinceramente não estou preocupado, nem ninguém está preocupado com isso”.

Rui Amorim continua a mostrar-se encantado com os adeptos e com a sua paixão pelo clube. “Posso-vos confidenciar que a nossa palestra hoje antes do jogo foi sobre esta paixão que a gente vive, sobre esta paixão que vemos nos adeptos. Nós fizemos três horas e meia para cá chegar e já viemos no sábado. Eles hoje fizeram a mesma viagem, não sei quanto tempo devem ter demorado, mas sei com toda a certeza, que muitos deixaram família em casa e vieram aqui apanhar chuva e frio, porque estão a viver uma paixão. Merecem-me a mim e aos meus jogadores, todo o meu respeito, pois hoje apesar de estarmos a quase 300 quilómetros de Vizela, jogámos em casa. Nós não vamos ganhar os jogos todos, mas uma certeza deixo, os jogadores do FC Vizela vão lutar em todos pela vitória, por isso ninguém nos pode apontar o dedo”.

O treinador destacou um associado em especial, Fernando kapa, com quem viveu um momento especial. “Já contei esta história aos meus jogadores, mas hoje conto-a a vocês. No último sábado ao almoço, tive a oportunidade de conhecer um senhor de 89 anos, sócio do FC Vizela número 14, que me deu um abraço para me agradecer aquilo que nós temos feito pelo FC Vizela. Começou a chorar e quase que me fez chorar a mim. Disse isso aos meus jogadores, pois esta é a paixão que se vive aqui. Temos também que lutar por eles e personifica-los no sócio número 14, o Fernando Kapa, pois esta vitória, este caminho, que estamos a traçar é dos adeptos, é do FC Vizela”.