Projeto “Uma Escola Para o Quénia” concretizado

Há um ano, o Rotary Kids de Vizela abraçou um projeto para apoiar a comunidade do Quénia.

Foi há um ano que o RVJornal divulgou a ação de Diana Vasconcelos, uma portuguesa, natural da Amarante, que é voluntária no Quénia. Nos seus relatos é impossível não mencionar o cenário de pobreza extrema que se vive em Kibera, o maior bairro de lata do mundo. Nessa altura, foi divulgado um projeto desafiante e que passava pela reconstrução da escola Angel Girls, uma escola perdida no meio da favela de Mathare, nos arredores de Nairobi. O Rotary Kids de Vizela abraçou o projeto, movendo todos os esforços para ajudar esta causa, através da venda de rifas e de outras iniciativas.

Esta semana, a página do projeto no facebook – designada de “Há Ir e Voltar” – divulgou a boa nova. “Hoje, uma pequenina parte do mundo ficou um bocadinho melhor para 78 meninas que em breve serão mulheres” lia-se na publicação, acompanhada de fotos da escola, dentro do possível, renovada. “Aqui está a nova escola, com a ajuda de tantos amigos de Portugal. Muitas coisas a melhorar, sempre, mas o objetivo principal foi atingido. Paredes, chão e teto decentes - os mínimos dos mínimos de qualquer escola. Daqui para a frente é continuar a trabalhar, trabalhar mais, para que possamos tornar mais sonhos realidade”, lia-se, assim como um agradecimento a todos os que tornaram possível o projeto.

Confira tudo na próxima edição do RVJornal.