Órgãos Autárquicos em Infias tomaram posse esta noite

Presidente da Junta de Infias quer apoio do Município para obras na freguesia.

A cerimónia de instalação dos Órgãos Autárquicos foi presidida por José Azevedo Pacheco, presidente cessante da Assembleia de Freguesia de Infias. Depois da instalação e verificação da identidade e legitimidade dos eleitos, seguiu-se a eleição dos vogais da Junta. Francisco Correia, presidente eleito, apresentou a única lista a votação. Como tesoureiro, o autarca apontou o nome de José Peixoto e como secretária indicou o nome de Rosa Faria. A lista recolheu a unanimidade dos votos, tendo contado, por isso, com nove votos a favor. Seguiu-se a eleição para a Mesa da Assembleia de Freguesia. O presidente cessante, José Azevedo Pacheco, apresentou a única lista que esteve a votos. A lista era liderada pelo próprio, como 1º secretário o nome escolhido recaiu em Domingos Almeida e a 2ª secretária Helena Alves. A lista obteve oito votos a favor e uma abstenção. No final das votações vieram os discursos. José Azevedo Pacheco, que sucedeu a ele próprio no cargo de presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia de Infias, desejou boa sorte aos eleitos e pediu aos infienses para começarem a aparecer em maior número às Assembleias de Freguesia, local onde se “discute os problemas e são apontadas as soluções para o desenvolvimento de Infias”.

Francisco Correia, reeleito pela coligação PSD/CDS-PP, garantiu que irá dar “continuidade ao trabalho efetuado” e apontou as obras – que espera serem apoiadas pelo Executivo Municipal – que são prementes para a freguesia, nomeadamente a construção do complexo desportivo do CCR de Infias; a requalificação da entrada da freguesia, ou seja, da Av. da Primavera, a construção de um centro de convívio e de um parque de lazer. No final, em declarações à Rádio Vizela, Francisco Correia garantiu que já pediu uma reunião ao presidente da Câmara de Vizela, Victor Hugo Salgado.

Este é o terceiro – e por isso o último – mandato de Francisco Correia. Neste sentido, o autarca sublinhou que esta tomada de posse é “um momento especial” pois “é um ciclo que se fecha”.

Manuel Vieira, eleito pelo Movimento Vizela Sempre, disse, à Rádio Vizela, estar em sintonia com as obras defendidas pelo presidente da Junta: “Acabo por aceitar aquilo que ele disse, espero que cumpra e eu estou aqui para ajudar naquilo que for necessário porque é em prol da freguesia”. O mesmo sublinhou Abílio Pinto, eleito pelo Partido Socialista, no entanto, o deputado vincou que também é preciso ter em atenção a parte social e apontou como necessidade a construção de um lar de idosos: “As obras de ação social em Infias praticamente estão paradas. É preciso que se passe das palavras à ação. Tem que se começar a trabalhar e pensar nos nossos velhotes, por isso é tempo de começarmos a pensar num lar”.

Referir que nas eleições de 01 de outubro, a coligação PSD/CDS-PP venceu a Assembleia de Freguesia de Infias, por maioria, tendo obtido seis mandatos, o Movimento Vizela Sempre ficou com dois e o Partido Socialista obteve um mandato.