O desabafo de Salomé Rocha no facebook

Em causa a falta de condições para os treinos dos atletas no Parque das Termas

Sem outras instalações para os treinos do atletismo, o Parque das Termas é a casa dos atletas vizelenses e até da região para a realização dos seus treinos. Muitas vezes manhã cedo, ainda madrugada, ou à noite, altura em que treina a grande maioria. De verão as coisas ainda vão acontecendo com naturalidade, mas com o inverno e a mudança das horas vêm as queixas.

Depois dos treinadores do FC Vizela já terem mostrado o seu desagrado, ontem foi a vez da atleta Salomé Rocha, expressar essa tristeza, sobretudo em defesa dos seus colegas, pelas atuais condições do pulmão da cidade de Vizela.  

O nosso Parque das Termas, orgulho de todos os vizelenses, sempre foi o local de trabalho do nosso atletismo. Durante a minha infância muitos foram os treinos neste local, conheço cada canto deste espaço. Todos os anos, com a mudança para o horário de inverno, começava o tormento... A pouca iluminação e o piso irregular traziam as inevitáveis quedas, os arranhões e algumas lesões... Muitos foram os colegas que desistiram...”.

Recorde-se que ainda há dias, na apresentação de três provas de atletismo a realizar em Vizela, até ao final do ano, o presidente da Câmara Municipal de Vizela afirmava que, “encontramos o Parque às escuras, mas agora há luz para o trabalho”. No entanto, apesar disso, Salomé Rocha diz no texto publicado, que ainda é pouco. “É com muita tristeza que vejo que passados todos estes anos, as dificuldades ainda sejam as mesmas... Nada foi feito, tudo está igual...”.

A representar o Sporting, a atleta vizelense de nível mundial afirma que faz este desabafo a pensar nos seus colegas, sobretudo do FC Vizela e de todos aqueles que utilizam aquele espaço para o trabalho. “Já não falo por mim, felizmente tenho possibilidade para treinar durante o dia, e para me deslocar a Lousada para os treinos específicos, onde as condições são de excelência. Fico triste pelos jovens que treinam nesta completa escuridão, que nem sitio tem para trocar de roupa, nem sítio para tomar um banho... Como os balneários estão fechados, guardam as suas coisas na bagageira dos carros dos treinadores...

Fica o desabafo”, refere Salomé Rocha.

Refira-se que a gestão e manutenção do Parque das Termas é agora da responsabilidade da União de Freguesias de Caldas de Vizela - São Miguel e S. João.