Nova igreja em Freamunde: espaço em construção une população

Há pouco mais de um ano que iniciou a construção da nova Igreja de Freamunde.

Proporcionar melhores condições àqueles que se deslocam à igreja foi a principal razão que levou a paróquia de Freamunde, em Paços de Ferreira, a abraçar este desafio. De acordo com o padre Manuel Brito, as eucaristias do fim de semana realizam-se no salão paroquial, atendendo a que a Igreja Matriz tem capacidade para apenas 180 pessoas, um número insuficiente atendendo à quantidade de pessoas que ao fim de semana vão assistir às celebrações. No entanto, “o salão paroquial não tem as condições ideais para acolher as pessoas nas celebrações, nomeadamente condições de acessibilidade”, explicou o pároco que há 13 anos está à frente da paróquia de Freamunde. A nova igreja está a ser construída junto à Igreja Matriz, num terreno cedido por Leal Barros e sua família à paróquia. O projeto de construção da nova igreja começou a ser idealizado há cerca de nove anos, altura em que se iniciaram os contactos com o arquiteto, mas só em abril de 2017 é que a obra foi para o terreno. O custo de intervenção previsto é de dois milhões e meio de euros e não há data de conclusão, apesar de o padre Manuel Brito mostrar-se esperançado de que a obra fique concluída em 2019: “Ainda não temos [data de fim da obra] previsão, depende do financiamento da obra. [Será] uma obra para se fazer por fases”.

É preciso alguma coragem e uma dose de aventura para iniciar um projeto como este? “Sem dúvida, também reconheço isso”, respondeu o pároco. “Mas a comunidade foi manifestando esse interesse e eu fui sentindo esse apoio e entusiasmo, e foi por isso que nos alavancámos nesta obra”.

A nova Igreja de Freamunde será denominada de Igreja do Divino Salvador - em homenagem ao padroeiro da paróquia – e terá um traço contemporâneo: “Será uma igreja funcional, uma igreja que ajudará, certamente, as pessoas a encontrarem-se consigo próprias e, sobretudo, com Deus, será de facto um espaço acolhedor, um espaço que irá convidar ao encontro com a comunidade e ao encontro com Deus tendo aquelas coisas que são atuais… quisemos dar um ar contemporâneo à nova igreja”. Para além do habitual espaço de celebrações religiosas, a Igreja do Divino Salvador terá espaços técnicos de apoio, um adro, uma sala polivalente, a casa mortuária com capacidade para acolher dois defuntos e casas de banho.

 

Concerto com Zé Amaro com receitas a reverter para a obra

 

A comunidade paroquial de Freamunde é determinante para que a obra fique concluída. É a população que tem reunido esforços para pagar os custos de uma obra com esta envergadura. O padre Manuel Brito reconhece este esforço dos seus paroquianos: “Estamos confiantes que vamos conseguir com a ajuda da nossa comunidade. Nós temos um peditório mensal, temos uma comissão de obras que percorre a nossa paróquia todos os meses para recolher donativos e temos outras atividades, nomeadamente almoços de angariação de fundos”. A próxima iniciativa a reverter para as obras da nova igreja será um concerto com Zé Amaro, agendado para domingo, dia 17 de junho, pelas 16h00, no estádio do Sport Clube de Freamunde. Os bilhetes estão à venda na paróquia. “Aproveito para convidar as pessoas a participar”, sublinha o padre.

“Uma das virtudes deste projeto é unir a comunidade à volta de um objetivo comum e tenho sentido uma grande coesão, uma grande unidade, uma grande partilha, uma grande generosidade da parte dos meus paroquianos. Sinto que as pessoas estão contentes, estão orgulhosas desta obra, e estou convicto de que esta obra irá motivar a comunidade a ser uma comunidade mais viva, mais participativa. Estamos a construir um edifício, mas estou certo de que este edifício ajuda a construir a Igreja das Pedras Vivas que somos todos nós”, afirmou o padre Manuel Brito.