Extensão de saúde de Moreira de Cónegos convertida em USF

Samuel Pedreira, na foto, é o coordenador da USF de Moreira de Cónegos.

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alto Ave tem em funcionamento mais duas Unidades de Saúde Familiar, estando uma delas localizada em Moreira de Cónegos. A Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados, que até aqui existia, foi convertida em Unidade de Saúde Familiar (USF) e tem um horário mais alargado.

A USF de Moreira de Cónegos entrou em funcionamento no passado dia 17 de dezembro e serve uma população de mais de 4.250 utentes. Samuel Pedreira, coordenador da USF de Moreira de Cónegos, salientou à Rádio Vizela que “este modelo é mais eficiente”, tendo o trabalho de preparação sido feito há largos meses, o que já permitia haver “uma melhoria visível em termos dos resultados de atendimento”.

A principal alteração verifica-se em termos do horário de atendimento ao utente. “O anterior horário era das 08h30 às 17h30, passando agora a funcionar das 09h00 às 19h00”, o que “ainda é insuficiente”, admitiu Samuel Pedreira.

Três médicos, três enfermeiros e três secretários clínicos compõem a USF de Moreira de Cónegos. “A fraca assistência que havia” e “o horário limitado” motivavam a “migração da população de Moreira de Cónegos e das freguesias vizinhas para outras unidades de saúde”, salientou ainda o responsável. “O objetivo neste momento é: quem queira pode-se inscrever porque há liberdade de escolha e não estão sujeitos a condicionamentos geográficos. Neste momento temos vagas disponíveis e gostaríamos de ter mais um médico, o que permitiria alargar o horário das 08h00 até às 20h0”.

No que à saúde diz respeito, já é sabido que Moreira de Cónegos vai ter um centro de saúde construído de raiz, contudo, frisou Samuel Pedreira: “Ainda não conseguimos vislumbrar quando irá acontecer”.

De acordo com a página online do Serviço Nacional de Saúde, na USF de Moreira de Cónegos “estão incluídos os serviços da carteira básica preconizada atualmente e adequada às características da população: vigilância, promoção da saúde e prevenção da doença nas diversas fases da vida (Medicina Geral, Saúde da Mulher, Saúde do Recém-nascido, da Criança e do Adolescente, Saúde do Adulto e do Idoso); cuidados em situação de doença aguda; acompanhamento clínico das situações de doença crónica e patologia múltipla; cuidados no domicílio e integração e colaboração em rede com outros serviços, setores e níveis de diferenciação, numa perspetiva de “gestor de saúde” do cidadão”.

Com a USF de Moreira de Cónegos e a de Arco de Baúlhe/Cavez, também esta integrada no ACES do Alto Ave, “a região de saúde do Norte passa a dispor de um total de 249 USF, prevendo a ARS Norte que, até final do ano em curso, este número possa ser aumentado para 250”, lê-se ainda.