Estrada de Paradela cortada condiciona trânsito em Vilarinho

A nova via ainda não está concluída, e a estrada velha foi encerrada ao trânsito.

Em Vilarinho muro de suporte ruiu e fechou passagem a automobilistas

 

Nesta altura está a ser construída a via paralela à estrada de Paradela, em Vilarinho, mas a queda de parte do muro de suporte da via principal acabou por fechar passagens.

 

Em Vilarinho está a nascer uma via paralela à estrada de Paradela, uma obra da responsabilidade da Câmara Municipal de Santo Tirso e que surge para simplificar o fluxo de trânsito no local e encurtar distâncias. No entanto, nesta altura não há alternativas para os automobilistas. A nova via ainda não está concluída, e a estrada velha está encerrada ao trânsito pelas autoridades, devido ao desmoronamento do muro de suporte de terras. “Mesmo que não tivesse cedido, a rua ia ter que ser cortada ao trânsito para que as pessoas pudessem trabalhar sem haver perigo de acidente (…) o que aconteceu foi um mal necessário”, explicou ao RVJornal, o autarca Jorge Faria.

Foi a melhor atitude mas o autarca sabe que significa um grande transtorno para os habitantes da Rua da Paradela. “É uma estrada muito movimentada e é chato, mas tenho, em conversa com o vice-presidente da Câmara, insistido para que a obra seja concluída o mais rápido possível, nem que seja a reposição do muro para reabrir a estrada antiga. A responsabilidade está do lado da empresa que está a efetuar a obra e espera-se que a situação seja resolvida em breve. “Temos que vir por Vizela, mas é um mal necessário, porque primeiro temos que salvaguardar os funcionários que lá se encontram a trabalhar e as pessoas que por lá passam”, disse Jorge Faria. Segundo o autarca, o problema deverá estar resolvido dentro de uma semana.