“Esperamos que a malta de Vizela curta connosco”

Concerto dos Amor Electro esta noite em Vizela.

Será uma estreia em Vizela. Os Amor Electro têm espetáculo marcado para esta terça-feira, dia 13 de agosto, às 22h00, no Espaço Multiusos. 

Os Amor Electro lançaram, em 2011, o primeiro álbum, intitulado “Cai o Carmo e a Trindade”, veio depois “(R)evolução” e, em 2018 editaram “#4”.

Amor Electro é uma banda pop-rock e em palco são explosivos e energéticos. Marisa Liz, vocalista, fez à Rádio Vizela a antevisão ao espetáculo desta noite: “As expetativas são as melhores e as maiores, obviamente, temos sempre em mente fazer o melhor concerto possível, de mostrar a nossa música, de estarmos juntos e esperamos que a malta de Vizela curta connosco. O que estamos a fazer nesta tournée é juntar estes discos, obviamente, que pomos as músicas que as pessoas conhecem mais, não porque as pessoas conhecem, mas porque fazem parte da nossa história e, por isso, faz todo o sentido tocá-las”.

Os Amor Electro cantam na língua de Camões. Fazem questão disso mesmo, questionámos: “Não é fazer questão. Eu acho que cada um tem a liberdade, deveria ter, de se expressar como quer, mas é uma escolha nossa, cantar na nossa língua, porque para mim é mais natural, visto que eu falo e discuto em português, não noutra língua, é mais fácil para mim exteriorizar os meus sentimentos, a nível musical, em português. Isto não quer dizer que não o possamos fazer noutra língua, até porque, já fizemos versões de ópera em italiano, já cantámos em espanhol, no México, portanto, não há uma bandeira que se erga do não vamos tocar em mais língua nenhuma. Esta é a nossa língua materna, é normal que maior parte do nosso trabalho seja em português”.

Apesar do primeiro trabalho ter sido editado em 2011, o grupo já tem um longo percurso, daí que hoje cada conquista tenha o sabor de “uma vitória”. “Mais do que a música, a relação que criámos entre nós. As pessoas que gostam da nossa música e juntaram-se à nossa equipa emocionalmente. Já estamos juntos há muito anos, já somos amigos há muitos anos, todos fizemos projetos diferentes, até termo-nos juntado e fazer Amor Electro, se querem que diga de coração cheio, não mudava nada”, referiu a vocalista.