S. Mamede de Negrelos festeja padroeiro este fim de semana

Confira o programa das festividades.

A partir de hoje, dia 16 de agosto, todos os caminhos vão dar a S. Mamede de Negrelos, localidade que está a festejar o padroeiro. São três dias de festa e o cabeça de cartaz é o cantor Luís Filipe Reis, que trará consigo a sua banda.

O juiz das Festas de S. Mamede de Negrelos chama-se Luís Lima, que há 30 anos também integrou uma Comissão. Os anos passaram, mas como bom filho da terra, decidiu assumir a liderança da Comissão de Festas deste ano. Para a população deixa palavras de agradecimento: “A população contribuiu de acordo com as suas possibilidades, ajudou naquilo que pôde, claro que queríamos mais, cada Comissão pede sempre mais, mas fazemos a festa consoante a verba que temos. [Agora] gostava de ver muita gente aqui neste fim de semana, espero que as pessoas venham ver os artistas, se divirtam, agradeço o apoio que nos deram, mas, principalmente, espero que gostem”.

Luís Filipe Reis é o cabeça de cartaz que, segundo o juiz, prometeu apresentar um “show de rebentar”.

 

S. Mamede é um “grande exemplo de mártir”

O padre Miguel Coelho está à frente da paróquia de S. Mamede de Negrelos. A si compete-lhe liderar as cerimónias religiosas previstas para este fim de semana, no âmbito das festas em honra do padroeiro.

Segundo o padre Miguel Coelho, não se sabe ao certo o que é verdade e o que é lenda na história de vida de S. Mamede. Para o pároco diz que o importante a reter é que S. Mamede “é um grande símbolo para a Igreja, porque como jovem foi posto há prova, não abdicou da sua fé mesmo diante do tormento, diante da possibilidade eminente de morte foi fiel até ao fim”. Por isso mesmo, sublinha o padre de S. Mamede de Negrelos: “Acho que é um pouco esta fidelidade que nós devemos verdadeiramente tentar seguir”.

 

“Fim de semana especial” para festejar o padroeiro

O presidente da Junta de freguesia de Vila Nova do Campo enaltece “a forma intensa” como a população vive e sente as Festas de S. Mamede de Negrelos. Marco Cunha deixa um convite à população para participar ativamente nos festejos.

De que forma as pessoas vivem as Festas de S. Mamede de Negrelos? Questionámos Marco Cunha, que respondeu assim: “Vivem de uma forma intensa e isso pode ver-se porque a Festa de S. Mamede é celebrada numa altura do ano em que muita gente está para férias. Mas há pessoas que até tentam marcar as férias só na segunda-feira a seguir às festas para estarem presentes aqui neste fim de semana. E eu se já tinha essa sensação, ainda mais fiquei depois da agregação de freguesias, porque vejo também como é que elas são vividas nas outras paróquias, nas outras freguesias”.

Marco Cunha procura estar presente no decorrer dos festejos e espera que as pessoas, na generalidade, também o façam: “Convido toda a gente a participar nas festas em honra do padroeiro. S. Mamede tem um cariz diferente porque não tem uma centralidade e, portanto, aquele alto do monte onde está a Igreja vive um fim de semana especial no ano durante as festas do padroeiro. Que todos participem e se divirtam”.

Programa

Sexta-feira, dia 16 de agosto

08h00 – Alvorada

22h00 – Espetáculo com a Banda Pentagno Emoções

Sessão de fogo de artifício

Sábado, dia 17 de agosto

08h00 – Alvorada

08h30 – Entrada do Grupo de Bombos S. Lourenço (Marco de Canaveses)

18h45 – Missa vespertina

21h00 – Procissão de velas

22h15 – Espetáculo com o Duo Ofir Show

23h30 – Atuação de Luís Filipe Reis e a sua Banda

Sessão de fogo de artifício

Domingo, dia 18 de agosto

08h00 – Alvorada

08h30 – Entrada da Banda Filarmónica Gafanhense

11h00 – Missa solene – com transmissão em direto na Rádio Vizela

15h00 – Continuação da atuação da Banda Filarmónica Gafanhense

16h30 – Entrada do Grupo de Bombos S. Lourenço

17h00 – Majestosa procissão

Atuação da Banda Filarmónica Gafanhense e do Grupo de Bombos S. Lourenço

20h00 – Passagem de testemunho à nova Comissão de Festas

Atuação da Banda Filarmónica Gafanhense e do Grupo de Bombos S. Lourenço

Sessão de fogo de artifício